quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

FECHAR O BALANÇO 2017


E quando a gente vê, já é Natal. 


Hora de fechar o balanço. 

Por moldura no Livro da Vida!




Hora do frio na barriga só de pensar em tudo que se passou e superou, enfim.

Hora de filosofar em como as coisas podem mudar num passe de mágica, e que, muitas vezes não dependem somente de nós.

O quanto somos pequenos diante das tragédias que acontecem no mundo.

O relógio que não para, para que a gente conserte o que quebrou.

Aquele sentimento que por mais que a gente queira não volta depois que já acabou.

E a gente sabe que não é todo mundo que teve a coragem de trocar o certo pelo duvidoso.

Que teve a ousadia de mudar de emprego.

De mandar aquele safado ir “catar coquinho”. (para não dizer outra coisa)

Mais um ano está chegando ao fim e a gente não deu tanta atenção àquelas pessoas que amamos.

Esquecemo-nos de agradecer muita gente.

Fomos estúpidos com alguém que não mereceu.

Adiamos muitos encontros que poderiam ter significado um riso a mais na vida da gente ou um alívio a mais na vida do outro.

Decepcionamos muitas pessoas, inevitavelmente.

Viajamos o quanto pudemos, ou nos afogamos no trabalho a fim de realizar algum sonho maior no futuro.

Desejamos ter mais dinheiro, mais tempo livre e mais leveza. Muitos de nós tentamos realmente mudar e nos tornar melhores.

Melhoramos o hábito alimentar, frequentamos academia, tentamos ler alguns livros e tivemos mais fé em Deus. 


Teve gente que mudou radicalmente.


Gente que realizou sonhos.

Gente que descobriu como é bom ser mãe, como é bom ser pai. Ou então como é bom ter mãe, como é bom ter pai.

Teve muita gente que descobriu novas possibilidades por aí.

Um novo amor, uma nova aptidão, uma nova turma, viagens.

Gente que quitou todas as dívidas.

Gente que conquistou um novo cargo.

Teve gente que deixou para trás aquilo que lhe fazia mal.

Teve gente que deixou de conhecer outra gente por falta de vontade, ou por falta de sintonia, de atitude. Mas ambas tiveram lá suas razões.

Teve gente que ficou doente e passou a dar muito mais valor à vida.

E sim, teve gente que não conquistou aquilo que tanto queria.

Para todo esse tipo de gente, uma novidade não tão nova assim: 
"Todo dia é dia de repensar, recomeçar, de ter ousadia, tomar coragem e atitude pra mudar.”

Afinal, a vida é sua e aposto que vai querer ter muitas coisas boas para escrever sobre o ano que passou né?

Então deixo aqui: uma lembrança, um abraço, um riso, um afeto, uma foto, uma consideração àqueles que não pude estar tão presente de corpo, mas que sempre estão comigo em coração!

2017 está finalizando, é chegada a hora de encerrar nossas escritas e entregar nosso Livro nas Mãos de Deus misericordioso, pois somente Ele poderá nos julgar!



Parabéns para todos nós,
Que chegamos até aqui quebrados, 
mas inteiros!



Que venha 2018 e que seja ABENÇOADO!!!

Feliz Natal!

Feliz novo começo família, amigos e amigas.