terça-feira, 15 de julho de 2014

Astros Rei


Já não tenho paciência para algumas coisas, não porque tenho me tornado arrogante, mas simplesmente porque cheguei a um ponto da minha vida em que não me apetece perder mais tempo com aquilo que me desagrada ou fere.

Já não tenho paciência para cinismo, críticas em excesso e exigências de qualquer natureza.

Perdi a vontade de agradar a quem não agrado, de amar quem não me ama, de sorrir para quem quer retirar-me o sorriso.

Já não dedico um minuto que seja a quem me mente ou quer manipular.


Decidi não conviver mais com pretensiosismo, hipocrisia, desonestidade e elogios baratos.

Já não consigo tolerar letradíssimo seletivo e altivez acadêmica.

Não compactuo mais e não suporto conflitos e comparações.

Acredito num mundo de opostos e por isso evito pessoas de carácter rígido e inflexível.

Na amizade desagrada-me a falta de lealdade e a traição.


Não lido nada bem com quem não sabe elogiar ou incentivar.

Os exageros aborrecem-me e tenho dificuldade em aceitar quem não gosta de animais.

E acima de tudo já não tenho paciência nenhuma para quem não merece a minha paciência.

Sem desejar polêmica, mas respeitando sempre. 

Tem coisas que NÃO estão mais na moda...

Mostrar que tem PERSONALIDADE FORTE.


 Não se flexibilizar... criticar...

Isso já está provado pela ciência (através da física quântica) que são os que mais sofrem...

E na maioria das vezes adoecem sem saber o porquê!

O mundo mudou...


Estamos numa ERA onde precisamos nos unir aos opostos, parcerias, acolhimento... e sem nos ferir, aceitar as diferenças existentes em todo ser humano, animais, plantas...

Mas nem por isso deixar de nos conectar com eles.

Pois não somos ASTROS REI.


Precisamos de todos...

Desde um simples alimento que chega a nossa mesa que passou pelas mãos de tantos trabalhadores, até essas pessoas que são difíceis para nós...

Pois podemos lhe dar com tudo e todos sem ter que entrar na EXCLUSÃO.

Fazemos parte de um mundo e não temos controle do Universo...

Basta uma simples dorzinha, ou um vendaval, para nos tirar de uma festa, uma balada, uma noite de amor.

Isto no Oriente é chamado SABEDORIA.



Muita luz e paz!!!
Eliane de Pádua